A SAD do Benfica foi constituída arguida no âmbito do processo e-toupeira. O mais curioso é que a constituição de arguida foi feita pela própria toupeira, que estava a ver umas coisas no computador do Ministério Público e enganou-se numa tecla.

“Ora bolas”, terá afirmada a bicha, quando percebeu que se tinha enganado. “Espero que dê para reverter isto”, ia comentando, enquanto fazia tudo para anular a ordem, mas era tarde.

Mais tarde, junto de dirigentes de Benfica, a explicação não foi bem recebida e o presidente do clube enrolou mesmo um exemplar do jornal A Bola, de hoje, para bater no animal. A toupeira, com bons reflexos, ameaçou com uma denúncia nas redes sociais e acabou por ser poupada.

Segundo o Imprensa Falsa conseguiu apurar, o objectivo até era retirar a SAD do Benfica do processo, mas o Ministério Público mudou recentemente de computadores e o clube acabou por ser constituído arguido.