Ao cabo de quase cinco décadas, um telespectador descobriu ontem à noite um botão no comando da televisão que lhe permite desligar o aparelho, ou seja, não era obrigado a ver nada. 

“Eu via lá o botão, via, mas até tinha uma cor diferente, pensei, isto não é para mexer, deve ser para os técnicos”, explica Simplício, que tem estado nas últimas horas a tentar recuperar o tempo que perdeu a visualizar programas que não pretendia. 

“Eu não sei, como na escola havia os livros de leitura obrigatória, depois pensei que também tinha de assistir a estes programas”, acrescenta, “e felizmente que desde a revolução que já posso ir para as redes sociais desabafar quando não gosto do que estou a ver”.