Os lisboetas vão acordar esta quinta-feira lá para as duas da tarde mais compreensivos com quem é ouvido no Parlamento. Em causa está o facto de nem sequer se lembrarem da noite de ontem, se hoje fossem ouvidos no Parlamento. 

“Pois, não se lembram de estar a dançar ontem a garagem apertadinha em cima de um semáforo e querem que eu me lembro dos 350 milhões ao Berardo que tem décadas”, afirmou Vítor Constâncio. 

Também Zeinal Bava, no Facebook, registou que “queriam que eu soubesse o que fiz na PT há 20 anos quando não são capazes de dizer em que bairro estiveram”.