A primeira etapa do Rali de Portugal acabou por ser ganha por um automóvel que nem estava em prova. Trata-se de um indivíduo que estava a fugir da GNR por não ter o IUC em dia e que começou a prova, ao contrário dos outros concorrentes, na autoestrada, em Valongo.

Em segundo lugar ficou o automóvel da GNR, aparecendo só em terceiro um Toyota Yaris WRC.

“Foi uma corrida difícil, o carro da GNR sempre em cima, a fazer pressão, mas conseguimos andar sempre à frente, estou feliz”, afirmou Simplício, o indivíduo sem IUC, que não fez mais comentários porque estava a chegar o piloto da GNR.