O preço dos fatos de treino de licra não pára de subir, tudo depois de notícias que dão conta da hipótese de o exílio de Nicolas Maduro ser passado em Portugal. 

Recorde-se que o também presidente da Venezuela, porque são dois, usa regularmente aquele tipo de indumentária prática e é chefe de Estado de um país, o que significa que, quando deixar de ser governante, passará a ser o seu traje diário.  

“Muy leve, sencilho, bonito e elegánte”, foi desta forma que Maduro comentou um dia o seu fato de treino. 

Por dificuldades passam os desportistas em Portugal, sem posses para poder auferir roupa de desporto desta qualidade. “Tive de trazer um em caxemira e outro em lã merino, porque isto a licra está que não se pode”, confirma Simplício, que foi comprar roupa porque agora é que vai começar a fazer exercício.