Já se sabe que o calendário político não é o mesmo que o da natureza, pelo que o eurodeputado do PAN, eleito este domingo, poderá dar algumas faltas mas que já estão justificadas. 

A questão é que Francisco Guerreiro não irá usar aviões, voando sempre com as aves, na altura da migração. “Por acaso calhou bem porque estão a vir umas agora do norte de África em direcção a norte e eu vou apanhar uma boleia para Bruxelas”, explica o recém-eleito. 

Recorde-se que é o primeiro político no mundo a usar a migração de aves para as suas deslocações, em mais uma demonstração de que o PAN é um partido diferente. 

Logo no dia da eleição, muitas cegonhas ofereceram-se para ficar com as viagens Lisboa – Bruxelas, mas o PAN não aceitou pelo mal que isso faz às costas das cegonhas. “Vamos todos a voar… com as correntes”, garantiu o eurodeputado.