Press "Enter" to skip to content

Pais desistem de procurar piolhos nas crianças e já começaram a procurar as crianças nos piolhos

A praga de piolhos continua e já há pais a desistir de procurar piolhos nos filhos, procurando agora os filhos nos piolhos. “Simplício, querido, chega aqui, vê lá se isto não é o Pedrinho nestes piolhos?”, afirmou Simplícia, ao início da noite. “Parece-me, mete mais luz aqui, deixa ver, é mesmo… é o Pedrinho, tira-o…”, concluiu o progenitor.

Recorde-se que a expressão “piolho” ou “piolhito”, que antigamente designava uma criança pequena, hoje é mesmo um piolho. Quando os papás vão levar o piolho à escolha, têm a esperança que vá com a criança.

A praga está praticamente descontrolada e o facto de muitas famílias não combaterem eficazmente os seus piolhos faz com que o problema seja cada vez maior. Muitas famílias deixaram até de perseguir os piolhos e começaram a produzi-los. 

“Se é para haver piolhos, que sejam os meus, que são criados ao ar livre só com produtos biológicos, não é como algumas pessoas que metem farinhas para eles ficarem maiores”, admite Pedro Lêndea.