Espera-se grande afluência aos correios esta quarta-feira depois do dia de Natal. Em causa está os bilhetes que o Pai Natal foi obrigado a deixar em casa de famílias com lareiras eléctricas, uma tecnologia que está a causar grandes transtornos ao velho das barbas.

“Porque eu espreito e vejo uma lareira e então bora lá, mas depois, quando dou por mim, estou entalado numa espécie de radiador”, explica o Pai Natal, que também é muitas vezes enganado por televisões que estão horas a passar a imagem de uma lareira. “Também já caí nessa, já”, confirma.

O problema é tão grave que o Pai Natal admite reformular toda a lenda e passar a fazer a distribuição dos presentes através de drones. “Temos uma demonstração na Lapónia, no início do ano, da firma que está a trabalhar com a Amazon, vamos ver…”, conclui.