[the_ad id=”10494″] É a notícia que ninguém gosta de dar. Depois de ter sido criada por acidente uma enzima que come plástico e que alegrou toda a Humanidade, criou-se agora, também por acidente, uma enzima que come a enzima que come plástico.

“Eu não te disse para parares de criar enzimas!?”, lamentava há instantes um dos cientistas da equipa. “Não sobrou nada da enzima que come plástico”, acrescentou.

Nunca a Humanidade tinha estado tão perto de encontrar uma solução para o excesso de plástico que produziu. “É a ganância, isto é a ganância, querias criar agora uma enzima que comesse o quê, látex?”, continuava a vociferar o Dr. En Zimas, “por favor…”.

[the_ad id=”13302″]