O ministro do Ambiente mantém o que disse sobre os automóveis a diesel, nomeadamente que dentro de quatro anos não valem nada, nem para peças, e até vai mais longe, anunciando que dentro de pouco tempo metade dos carros do Estado já vão ser eléctricos, sendo que a outra metade não será a diesel nem a gasolina.

“Metade da frota do Estado será constituída por vacas voadoras, uma tecnologia melhor ainda que o eléctrico, que já está em testes, eu ainda hoje fui ao Porto de vaca voadora e é bastante confortável, silenciosa e nem precisamos de um motorista porque a vaca guia”, explicou o governante, numa cerimónia em que destruiu um carro a diesel com um martelo pneumático. “Menos um”, anunciou no fim.

Entretanto, especialistas dão conta de que as vacas também poluem bastante, nomeadamente através dos seus gases. “Está tudo pensado, as vacas voadoras de última geração vão largar-se para uma mini turbina, produzindo electricidade que depois será usada para carregar os automóveis eléctricos”, anunciou o ministro.