O Metro de Lisboa juntou-se a outros transportes públicos da região de Lisboa e também mandou retirar bancos com o objectivo de poder levar mais pessoas, nomeadamente em pé.

Acontece que os portugueses têm solução para tudo e já esta quarta-feira começaram a levar as suas cadeirinhas da praia. 

“Já vão ver se não me sento, já vão ver”, afirmava Simplício, que diz que não está para isto. Mal chegou o metro, Simplício entrou, abriu a cadeira, pediu licença, e acabou por se sentar. “Ahhhh, estas até são mais confortáveis que as deles”, garante. 

Para além disso, muitos passageiros estão a deixar as cadeiras nos seus lugares, de um dia para o outro. Outros, com medo que as roubem, escondem no topo da carruagem. “Se eles trocarem o comboio é que me lixo, mas eu estou convencido que eles já só têm este”, explica Simplícia.