Os clientes da EMEL acabaram de receber uma mensagem nos seus telemóveis a alertar para as invasões francesas. “As tropas de Napoleão estão a caminho, recomenda-se ficar em casa ou ir dar uma coça naquela gente”, pode ler-se na mensagem que chega com mais de 200 anos de atraso.

“À lutaaaaaaaaaa!”, gritaram entretanto dezenas de equipas de EMEL em fila, armadas com bloqueadores, parquímetros e reboques. Do outro lado, porém, não apareceram as tropas de Napoleão. 

“Acobardaram-se, claramente, ao ver a nossa força”, conclui a administração da empresa, que não quer admitir o erro.