Numa altura em que já muitos portugueses estão reunidos com as suas famílias, a maioria admite que se as redes sociais fossem agora abaixo, como têm ido nos últimos tempos, preferiam trocar de lugar com o cabrito. 

“Tranquilamente…”, afirma um indivíduo, que chegou ontem. “Bastava falhar uma e daquelas que uso pouco, barrava-me logo com massa de pimentão”, acrescenta este homem que também disse logo à avó para não matar nenhum bicho. 

“Ó vó, é que eu se calhar esta ano ofereço-me, não podem ser sempre os mesmos”, terá avisado há umas semanas.