Há mais de dez anos que João Passarinho não via um cliente no seu laboratório de fotografia, mas ao início desta tarde teve de contratar seguranças privados para lidarem com uma afluência de clientes só vista numa inauguração da Primark. “Quando se verificou o segundo homicídio na fila eu disse ‘para mim basta’ e contratei seguranças”, explica Passarinho.

Em causa estão problemas técnicos com o Instagram que têm deixado a aplicação em baixo nas últimas horas. Sem conseguirem lidar com a espera, muitos utilizadores correram então para os laboratórios de fotografia, onde tentam revelar as suas selfies, bem como os seus pratos de comida, para poderem mostrar a alguém.

“Logo hoje que eu estou com um look incrível, esta camisa é da Chemises, as calças são Jeans e os sapatos da Shoes”, lamenta um dos utilizadores na fila do laboratório de Passarinho, “não sei como, mas as pessoas vão ter de ver isto”.

Entretanto, segundo o Imprensa Falsa conseguiu apurar, os jornais também estão com os telefones todos ocupados com pessoas a reservar espaços nos classificados. “Se o Instagram não voltar, espeto com esta salada no jornal”, explica outro utilizador.