Depois de uma reunião do conselho de segurança, as Nações Unidas tomaram a decisão de enviar capacetes azuis para Queluz e Carnaxide. O secretário-geral da organização revelou grande preocupação com um conflito que se tem vindo a agravar nos últimos meses. 

“Apelamos à calma entre as partes, lembrando que são só os programas da manhã e que o horário nobre até é algumas horas mais tarde”, explicou Guterres. 

De Queluz e Carnaxide têm saído nos últimos dias muitos portugueses que temem uma escalada de violência. “Isto por enquanto é lá dentro, mas não tarda muito para andarem por aí pelas ruas”, esclarece um morador de Queluz. “Cacém, agora estou no Cacém, ai não”, corrige. 

Recorde-se que o conflito ganhou outra dimensão esta semana com a intervenção do Presidente português, que usou mesmo a bomba atómica da chamadinha em directo. 

Entretanto, o Governo português também actualizou a lista de locais no mundo que os portugueses devem evitar, com a entrada de Ceará, no Brasil, Carnaxide e Queluz, em Portugal.