O treinador Jorge Jesus acaba de ser apresentado como treinador do Flamengo, um grande clube brasileiro.

O desafio é grande e o treinador português colocou a fasquia alta, mas não foi fácil aceitar o convite, em parte devido à dificuldade com a língua que falam naquele país.

“Que eu já entreinei clúbaros num país em que falam a mesma línguara, que por ocaso também é a minha apátrida, mas aquilo foi um pasadelo”, explica o técnico, “mas eles lá falam mais depressara caqui, acradito que vaia ser mais simpales”.

Por parte do Flamengo, o presidente reconheceu que a língua ser a mesma ajudou na escolha do técnico português. Jesus, depois de tirar os phones da tradução simultânea, afirmou apenas “não é a mesmara, mas é aparecida, desliza tudo do latino”.