O protesto dos coletes amarelos já terminou, amanhã é dia de protesto das calças a cair pelo rabo, um protesto que também promete parar o país. “As ruas já paramos, quando passamos, porque fica tudo a olhar para o saggy”, explica um dos organizadores do protesto, “agora é uma questão de pararmos também as estradas”.

Recorde-se que os calças a cair pelo rabo reclamam, entre outras coisas, jeans mais em conta, redução do número de bófias, centros comerciais abertos toda a noite, IVA mais baixo na compra de presentes para as ninas, subsídio por desgaste rápido dos boxers e colunas portáteis para todos.

Entretanto, a PSP já revelou os pontos de concentração das calças a cair pelo rabo. “Principais portas dos shopping centers e nas vias rápidas mas só se um dos manos arranjar carro porque as irmãs já disseram que precisam”, pode ler-se no comunicado.

Depois do protesto das calças a cair pelo rabo, no dia seguinte há protesto dos pullovers em bico e para o dia seguinte já está marcado um protesto de pais natais.