Celebrou-se no domingo passado mais um Dia Sem Calças no Metro, um evento que consiste em andar de metro sem calças e sem ser por distracção ou por consumo de drogas. 

A ideia é seguida em muitas capitais, mas em Lisboa tem a particularidade de o dia ser sem calças mas também sem metro, que é muito difícil de apanhar. 

“Sem metro é todos os dias, neste dia a diferença é que ficamos à espera em cuecas”, explica Simplício, que ao fim de 40 minutos voltou para casa. “Com este frio, não foi só o metro que não apareceu, se é que me está a perceber”, lamenta, referindo-se ao desaparecimento de alguns órgãos durante as vagas de frio.