“Estava a trabalhar com o líder norte-coreano num documento, porque nós somos assim, como as grandes organizações, partilhamos coisas”, começou por explicar a deputada do PSD, “agora, se rebentei com dois continentes foi sem querer e lamento, mas estava a trabalhar num documento partilhado com o Kim”.

Esta manhã, um cogumelo gigante era visível no horizonte depois de a Coreia do Norte lançar uma série de mísseis.

“A Coreia do Norte, não, a fulana”, apressou-se a explicar o líder Kim Jong-un, “que já nem eu sabia da password e os mísseis já eram para levar para o torneiro para fazer candeeiros e vender no Cantinho do Vintage”.

“Agora o Donald vai pensar que fui eu, caramba”, Kim Jong-un está muito preocupado.

“Mas eu vou assumir a culpa, Kim, e explicar que estávamos a trabalhar num documento partilhado, como se faz nas grandes organizações”, garante a deputada.