Os Estados Unidos não ganharam para o susto, sobretudo nas bolsas, com uma série de bombas que foram enviadas, entre outros, para os ex-presidentes Clinton e Obama. 

Depois desta notícia, sabe-se que também foi enviada para casa do ex-presidente Cavaco uma granada de mão furtada de Tancos, depois colocada na Chamusca, depois voltou a Tancos mas entretanto já não se sabia dela outra vez. 

Segundo o Imprensa Falsa conseguiu apurar, os dois casos não devem estar relacionados e a ameaça em Portugal deverá ter que ver com o livro publicado pelo anterior Chefe de Estado.

Entretanto, o engenho foi prontamente desactivado pela ex-Primeira Dama, que o enviou com ainda mais potência para o Palácio de Belém, onde o engenho viria a ser desactivado pelo actual Presidente, que depois o enviou novamente para a família Cavaco Silva. A esta hora a granada segue para a Aldeia da Coelha numa motorizada da Uber Bombs.