Foi há coisa de uma hora que o executivo se desentendeu por causa do comando da televisão. O jantar não tinha corrido mal, mas quando passaram para a sala começaram os problemas a sério.

Primeiro foi por causa dos lugares no sofá, depois por causa do canal. A discussão foi tão grande que se chegou a falar em eleições antecipadas.

Valeu a intervenção de Mário Centeno, que acabou com o serviço de televisão, net e voz, desligando todos os equipamentos, que vai entregar amanhã. “O défice ainda vai ficar melhor, porque isto a brincar, a brincar, é uma fortuna”, acrescentou.

A esta hora, ainda há membros do executivo fechados nos seus quartos. “Não saio! Já disse! Deixa-me em paz! Estou farta de programas de culinária, farta! E hoje havia votações em Londres”, acaba de gritar uma ministra para o seu pai ministro.

Entretanto, o Imprensa Falsa sabe que Marcelo já está a caminho, lamentando ter de resolver os problemas que Cavaco lhe arranjou. “Eu palavra de honra, ele tinha mesmo de escolher esta família? É que já ninguém vê televisão e eles vão desentender-se por causa do comando?”, vai comentando.