Comunidade contra as vacinas está satisfeita com o regresso do sarampo e agora só espera que ele também possa ir aos restaurantes

Continuam a aumentar os casos de sarampo em Portugal, naquilo que é uma boa notícia para a comunidade anti-vacinas, que assim preservou mais uma espécie quase em vias de extinção. “Sarampo é natureza”, lembra José Pintas, um dos mais activos contra as vacinas.

Para as autoridades, é já certo que este surto está relacionado com uma vacinação deficiente da população, em alguns casos por irresponsabilidade, noutros também.

No entanto, para esta comunidade de pessoas biodegradáveis, nem tudo está feito. O sarampo regressou e também deve poder ir aos restaurantes. “No fundo é um bicho como outro qualquer e até incomoda menos, bom, pelo menos não ladra nem lambe”, atira Pintas.

Partilhe esta notícia:

Sobre o autor

Zé Pedro Silva
facebook.com/zepiter | instagram.com/zepiter | zepiter@gmail.com