O Benfica venceu este domingo o Nacional da Madeira por 10-0, um resultado confortável mas ainda assim longe de um vitória folgada por um número indeterminado de golos a zero. 

Recorde-se que um número indeterminado de golos sucede quando são tantos os golos e tão rápidos que não há capacidade de contá-los, mesmo com recursos a tecnologia de ponta. 

Embora não seja frequente, tanto que nunca ocorreu, já se verificou numa ocasião.

“Lembra-me muito bem, sim, quando o Carvalhinhos venceu o Enchamala por um número indeterminado de golos a zero”, recorda Simplício, “estava tudo demasiado bêbado na aldeia para contar os golos, mas foram milhares, seguramente, e o Enchamala nem se viu naquele dia, também derivado do nevoeiro”.