11 de Setembro foi há 17 anos e continua tudo sem querer saber o que estava a fazer naquele dia

Numa altura em que se completam 17 anos do 11 de Setembro, continua tudo sem querer saber o que estava a fazer naquele dia. “Mesmo passado tanto tempo, continua a ser irrelevante, para toda a gente, o que cada um estava a fazer naquele dia”, explica Simplício.

“Eu estava a almoçar em Estremoz”, admite um indivíduo, mas ninguém à sua volta quer saber, apesar de também informarem sobre o que estavam eles próprios a fazer. “Eu estava em viagem, vejam lá vocês, foi um grande susto”, comenta outro. “Eu estava na cadeia por causa de um cheque careca”, comenta outro.

Estudos recentes não conseguem concluir em que altura será interessante matar a curiosidade sobre o que estava cada um a fazer no 11 de Setembro. “Certo é que continua, para já, perfeitamente indiferente”, concluem os investigadores, que no dia 11 de Setembro de 2001 estavam no laboratório.

“Eu não tinha ido nesse dia, por causa de uma amigdalite”, corrige um deles.

Recorde-se que uma organização terrorista desviou uma série de aviões e pelo menos dois deles espetou nas torres gémeas em Nova Iorque. O número de vítimas chega praticamente aos três mil e mesmo assim ninguém quer saber onde estávamos.

Sobre o autor

Zé Pedro Silva
facebook.com/zepiter | instagram.com/zepiter | zepiter@gmail.com