Quase de saída, 2016 responde à Humanidade e diz que não foi ele que fez asneira


604426__solar-system_p“Vocês estão é muito habituados a mandar a culpa para cima dos outros, nem que seja apenas um calendário”, afirmou esta terça-feira o ano de 2016, numa resposta às muitas críticas que a Humanidade faz a estes 366 dias.

“Agora a culpa é minha…”, insiste 2016, que não esconde alguma revolta com a injustiça de que tem sido alvo, “se calhar não é o ano que preciso de mudar, é a Humanidade.”

A verdade é que o ano 2016 terá tido pouco mais influência na terra do que dar uma volta inteira em torno do sol.

 

Zé Pedro Silva

facebook.com/zepiter | twitter.com/zepiter | zepiter@gmail.com