Portugueses que ainda estão a trabalhar para o bronze em Outubro querem receber como horas extraordinárias

A polícia chegou mesmo a ter de intervir, esta tarde, durante um protesto na praia de Carcavelos. Muitos portugueses queixam-se de que estamos em Outubro e ainda estão a trabalhar para o bronze.

“E os meus compromissos? Eu não posso andar aqui às ordens”, gritava Simplício, que recebeu o apoio de outros colegas, “é isso mesmo, nós também temos compromissos”.

“Os senhores da política, hã!, é que deviam vir aqui ver isto e deviam ficar aí eles a apanhar o sol”, continuou Simplício e não foi preciso dizer mais nada, Governo, Parlamento, Presidência da República e autarquias locais, mais os órgãos de soberania, chegou tudo à praia.

“Nós não pedimos nada de especial”, explicaram então os manifestantes, “só queremos que nos paguem estes dias de sol em Outubro como horas de extraordinárias”.

Sobre o que vão fazer caso o Governo não vá ao encontro deste pedido, o sindicato dos trabalhadores do bronze diz que ainda não tomou nenhuma decisão sobre novas formas de luta, mas admite a greve. “Vamos para a praia!”, gritou o líder do sindicato, mas nem todos concordaram: “Mas isso vai dar ao mesmo, camarada, nós havíamos era de ir para uma sombra…”.

Share

Sobre o autor

Zé Pedro Silva
facebook.com/zepiter | twitter.com/zepiter | [email protected]