(Opinião) Celeuma do burquíni

Tenho pena das senhoras do burquíni. Por um lado, têm o marido ou os maridos – porque nunca percebi quantos é que eles são lá em casa – a dizer “não sais sem o burquíni”. Por outro lado, quando chegam à piscina, têm o rapazito a dizer “não entras com o burquíni”. E fica ali a outra sem saber o que fazer. Isto havia de se resolver era com um duelo daqueles à antiga entre o marido e o rapazito da piscina. Dez passos para cada lado e ver quem é o mais rápido no gatilho. Se sobrevivesse o rapazito da piscina, burquíni fora. Se sobrevivesse o marido, a dificuldade seria descobrir onde é que o rapazinho guardava as toalhas, porque deitar directamente na espreguiçadeira, mesmo com burquíni, é incómodo.

Mas até que eles percebam o ridículo da coisa – excluindo o facto de ser um excelente protector contra a radiação UV – deixem lá estar o burquíni. Eu também não gostava de chegar a uma praia de nudistas – o que às vezes pode acontecer, nem que seja por descuido; quem é que nunca fez dois quilómetros a pé com lancheiras e chapéus para aterrar inadvertidamente naquilo que parecia mais ser a Capadócia do que uma praia!? – mas dizia eu, também não gostava de chegar a uma praia de nudistas e ser obrigado a remover os meus calções de banho: “Eu compreendo que lá na tua sociedade uses isso, mas para nós aqui é muito feio esconder-se coisas uns dos outros”.

Nesta celeuma dos burquínis, só está errado não serem os povos mais brancos ou mesmo os rosas a usá-los, porque apanham com cada escaldão que um traje completo de banho só lhes fazia era bem.

Seja como for, admitindo que se mantém a proibição generalizada do uso de burquínis, deixo aqui uma sugestão que pode resolver não apenas este conflito entre culturas como também pode ser uma oportunidade de negócio: Burquínis com a Sara Sampaio estampada. Assim como aqueles aventais que se oferece na paródia, com um abdómen de sonho estampado à frente. Pronto. Ninguém vai proibir a Sara Sampaio, ainda que seja de licra, de entrar numa piscina ou numa praia.

Share

Sobre o autor

Zé Pedro Silva
facebook.com/zepiter | twitter.com/zepiter | [email protected]